Notícias

Estudantes protestam contra aumento da passagem de ônibus em PG

23/02/2019 11:02Atualizado - 11:11

Assessoria SINDUEPG

      Estudantes secundaristas de Ponta Grossa realizaram protesto contra o aumento da passagem de ônibus em Ponta Grossa, na manhã de sexta-feira (22). A proposta da Viação Campos Gerais (VCG) de alterar o valor da passagem, que hoje é de R$3,80, está em análise do Conselho Municipal do Transporte (CMT). Os estudantes rejeitam o aumento. Embora ainda não anunciado publicamente, a organização do movimento estima que a tarifa possa chegar a R$4,50.

 

      Os estudantes se concentraram em frente ao Colégio Regente Feijó, no centro de Ponta Grossa, às 8h30 da manhã, com faixas e cartazes, contra o aumento da passagem. Às 9h30, deslocaram-se até a Prefeitura, onde tentaram uma audiência com o prefeito Marcelo Rangel. De acordo com a organização do movimento, a reunião com o prefeito foi marcada para o dia 7 de março, às 14h.  O contrato da Prefeitura com a VCG foi firmado em 2003, por meio de licitação, renovado em 2012, por um período de mais 10 anos.

Audiência Pública

 

 

      O movimento estudantil participou também da audiência pública, realizada na Câmara Municipal, na noite de quinta-feira (21), para discutir o aumento da passagem de ônibus pela VCG.  A diretoria do Sindicato dos Docentes da UEPG (SINDUEPG), que também esteve presente na audiência pública, se posiciona contra o aumento da passagem.  Marcelo Ubiali Ferracioli, presidente do SINDUEPG, disse que “nosso sindicato integra o movimento contra o aumento da passagem do transporte público em Ponta Grossa e somará esforços nas mobilizações para impedi-lo, já que esta medida onera mais ainda trabalhadores e trabalhadoras e inviabiliza o deslocamento necessário aos estudantes que dependem do transporte coletivo”.

Falhas comprovadas pela auditoria do TCE

     O Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou, em 17 de janeiro deste ano, relatório que aponta irregularidades no sistema de transporte coletivo de Ponta Grossa. (http://www1.tce.pr.gov.br/noticias/noticia.aspx?codigo=6601). O relatório interessado ao Prefeito Marcelo Rangel resultou da autoria do TCE realizada em Ponta Grossa nos dias 15 a 19 de outubro e 7 a 9 de novembro do ano passado.

     Entre as irregularidades apontadas pelo TCE estão: remuneração da concessionária acima da média de mercado; fiscalização inadequada; superlotação e falta de acessibilidade; inadequação do planejamento do sistema de transporte coletivo e do projeto licitado; custos de implantação e operação do sistema estimados de forma inadequada; e critérios de regulação inadequados presentes no contrato da concessionária VCG.

 

 

  *Créditos das fotos: Divulgação



Endereço

  • Endereço:
  • Alameda Nabuco de Araújo, 500 - Uvaranas
  • Ponta Grossa - Paraná - CEP 84.031-510

  • Expediente: Segunda a sexta-feira
    08h às 12h e das 13:00 às 17:00