Professora Dilma Heloísa (à esq.) e Karina Janz Woitowicz (à dir.) representarão o Sinduepg no Conselho. | Foto: João Guilherme Castro / Sinduepg

A Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Sinduepg), foi eleita para integrar o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Ponta Grossa (CMDMPG). A eleição aconteceu na manhã desta quinta-feira, 21, no auditório da UEPG central durante o IV Fórum Municipal dos Direitos da Mulher, organizado pelo Conselho. As representantes do Sinduepg escolhidas para compor a próxima gestão do conselho são as professoras Karina Janz Woitowicz, do departamento de Jornalismo, e Dilma Heloisa Santos, do departamento de Estudos da Linguagem.

Para a professora Karina Janz Woitowicz, titular do Sinduepg no CMDMPG, a presença do sindicato nos conselhos municipais é fundamental para ampliar o debate sobre políticas públicas na sociedade. “O Sinduepg já apareceu também em outros espaços e pela primeira vez passa a ocupar o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. Faz parte da ação do sindicato se inteirar das demandas e das lutas que vão além da própria categoria. Então, isso significa que, dentro e fora da entidade, a gente vai tentar trazer esse debate da defesa da igualdade de gênero”, destaca.

De acordo com a diretora do Sinduepg e suplente no CMDMPG, professora Dilma Heloisa Santos, a atuação do sindicato deve ser forte e trará debates importantes sobre as mulheres na universidade. “Nós não representamos só as professoras. Nós também vamos pensar nas acadêmicas que são cidadãs e também fazem parte da sociedade. Pretendemos atuar contra a violência feminina, contra o assédio que acontece tanto na universidade como na sociedade”, conclui.

A atuação do Sinduepg em espaços de discussão das políticas públicas é de grande importância para a categoria docente e para toda a sociedade, pois a entidade pode apresentar demandas específicas da categoria e auxiliar na ampliação do debate público. “A gente procura trazer questões que possam também refletir na política dentro da universidade. Seja no movimento social ou no movimento sindical, seja participando das políticas públicas, da elaboração, do acompanhamento, da fiscalização das políticas na cidade, nós passamos também a ter um espaço de representação”, finaliza Karina.

Sobre o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

O conselho foi criado em 2019 com objetivo de promover uma política global de integração e promoção da mulher como cidadã; criar instrumentos que permitam a organização e mobilização da mulher; firmar convênios com órgãos governamentais e não governamentais e assessorar a administração municipal, no que se refere ao planejamento e execução das ações inerentes à mulher. Além do Sinduepg, outras nove entidades vão compor a próxima gestão como representantes da sociedade civil, além dos representantes do poder público como as secretarias municipais e a Universidade Estadual de Ponta Grossa.